Os 5 motivos para conciliar seu objetivos com o orçamento pessoal

Criar e manter um orçamento pessoal é a melhor coisa que você pode fazer para ter sucesso financeiramente. Não ter domínio sobre seu orçamento é como tentar dirigir um carro sem freios e sem volante. É a certeza do desastre.

Então, talvez esteja hora de avaliar e definir metas financeiras claras para trabalhar.

Muitas pessoas não tem noção alguma sobre quanto e com o quê realmente gastam.

Se você tivesse um vazamento de água na sua casa, você não iria buscar o ponto da tubulação em que está ocorrendo este problema? Pois é, no orçamento mensal é a mesma coisa. Examinar seu orçamento mensal pode ajudá-lo a reconhecer problemas.

Os seus padrões de gastos que você afetam diretamente seus objetivos de vida. E aí você deve estabelecer uma prioridade. O que é mais importante? Gastar de qualquer maneira ou realizar os seus sonhos?

Veja então os 5 motivos porque a definição de metas financeiras pode ajudar na elaboração de um orçamento pessoal efetivo.

1. Suas circunstâncias de vida podem mudar

Às vezes, por um curto prazo, você pode economizar para comprar um carro ou quitar uma dívida. E isso é ótimo. Você se esforça para resolver um problema específico. O problema é quando esta situação acaba e você começa a perder motivação para cumprir outros objetivos mais distantes.

É por isso que é interessante definir metas para curtos, médios e longos prazos. Assim é possível ajustar o orçamento de uma maneira inteligente, para que este corresponda a cada uma das metas.

Por exemplo, depois de quitar as dívidas, você pode decidir criar uma reserva de emergência, e depois economizar para as férias em família.

Afinal de contas, é muito melhor curtir a vida com dinheiro na mão.

Até para mantê-lo motivado e permanecer dentro do orçamento, lembre-se disso.

Você pode até criar uma nova categoria para essas novas metas e assim canalizar o dinheiro que estava usando para atingir suas metas antigas. Ou seja, se você já estava economizando 250 reais por mês para quitar uma dívida, você já provou para você mesmo que é possível e é capaz de viver com 250 reais a menos. E agora é só destinar estes 250 reais para pagar pelo seus próximos sonhos.

Ah sim, é importante certificar-se de que cada um desses objetivos seja possível para que você não desanime e desista. 

Nos meus cursos do Finança Fácil eu até explico com mais detalhes esta questão de 'possibilidade' e até como tornar o que parece impossível em possível. 

2. Ajustar sua linha do tempo

Você pode estar com um orçamento muito apertado está buscando bater uma meta específica com mais rapidez do que as metas anteriores.

Por exemplo, você quer sair da dívida nos próximos 12 meses. Isso significa reduzir seu orçamento, pelo menos até você alcançar seu objetivo de se tornar livre novamente.

Uma vez atingido esse objetivo, pode querer relaxar um pouco e fazer seu orçamento respirar um pouco. Aí é possível ajustar o cronograma de metas para que você possa viver com mais conforto enquanto trabalha para o próximo objetivo, como economizar para uma viagem internacional.

3. Metas de curto e longo prazo

Ao estabelecer metas, certifique-se de ter as de longo e de curto prazos. Por exemplo, poupar para a aposentadoria deve sempre ser uma prioridade em seu orçamento, embora seja uma meta de longo prazo, ela  jamais deve ser negligenciada.

Já estabelecer um fundo de emergência de pelo menos uns R$ 5.000,00 é uma meta de curto prazo.

É possível conciliar objetivos distintos em um orçamento bem-sucedido.

Somente um orçamento bem feito dará tranquilidade e permitirá tomar decisões inteligentes ao longo da vida sem ter que abrir mão do conforto e da tranquilidade.

4. Estabelecer suas prioridades

Algumas pessoas estão dispostas a viver de forma mais simples e está tudo bem.

Por exemplo, algumas pessoas vivem de forma modesta para poder tirar férias na Europa todos os anos. Outras optam por não comer fora todo final de semana para poder trocar de carro todo ano. Isso é uma questão de escolha.

Depois de ter seu orçamento sob controle, será possível garantir que as prioridades de gastos correspondam às suas prioridades de vida.

5. Planejar o futuro

Quando você tem filhos, suas prioridades de gastos provavelmente mudarão. Além disso, você precisará determinar com quanto irá contribuir para os estudos dele a cada ano.

Outro aspecto que você precisa considerar são as atividades extracurriculares nas quais permitirão que eles se desenvolvam neste mundo competitivo. Novamente, suas prioridades e a da sua família devem corresponder a um orçamento bem desenhado.

Orçamento é um compromisso vitalício. A chave para fazê-lo funcionar é continuar a adaptando ao longo da vida, mas sempre com um propósito claro. Aprender como criar um bom sistema de orçamento tornará mais fácil atingir seus objetivos ao longo de sua vida.

À medida que envelhece, seus objetivos e prioridades mudam e seu orçamento deve mudar com isso. Uma revisão anual do seu planejamento financeiro permitirá que você avalie seu orçamento e verifique se precisa ajustar seus objetivos financeiros.

Não esqueça de usar uma tabela para se organizar. Baixe a sua aqui.

Pronto para definir seus objetivos e conquistar a independência financeira? Clique abaixo e descubra como conquistar a sua independência financeira com o Programa Finança Fácil. Tudo de uma maneira muito simples, sem cálculos e planilhas financeiras mirabolantes.

Compartilhe com seus amigos
Click Here to Leave a Comment Below 0 comments